Alecrim

Hām » Mais » Dicionário de Ervas » Alecrim



Nome científico


Rosmarinus officinalis L


Não confundir com:


Rosmaninho (Lavandula stoechas)

Origem do nome


Sua origem remonta às praias do Mediterrâneo (o nome rosmarinus vem do latim que significa “o orvalho que vem do mar”, devido ao cheiro das flores vegetando à beira mar).

Outros nomes:


Rosemary (inglês), alecrim-de-jardim; alecrim; rosmarino; labinotis; alecrinzeiro; alecrim comum; alecrim-de-cheiro; alecrim-de- horta; erva- coada; flor-do-olimpo; rosa-marinha; rosmarinho.

Folclore da erva 


Um conto diz que a Bela Adormecida foi acordada pelo príncipe com um ramo de alecrim. Os gregos usavam coroas de alecrim em festas, como símbolo da imortalidade. A crendice popular usa o alecrim para afastar olho gordo, erva da juventude eterna, do amor, amizade e alegria de viver. Erva que colocada debaixo do travesseiro afasta maus sonhos. Tocar com alecrim na pessoa amada faz ter seu amor para sempre. Carlos Magno obrigava os camponeses a cultivá-lo. Foi companheiro dos portugueses nas Entradas e Bandeiras. Diz-se também que a rainha Isabel da Hungria, septuagenária e debilitada pela idade, recuperou a saúde e rejuvenesceu graças ao alecrim. A receita da água da juventude está ao alcance de todos. Para obtê-la, basta juntar e misturar os alcoolatos de alfazema, tomilho e alecrim.

Propriedades:


Muitas das propriedades que povos da antiguidade acreditavam que o alecrim possuía, ele de fato possui. É rico em fibras, vitamina B, C, cálcio, ferro, magnésio, fósforo e potássio e praticamente não possui contraindicações.

1- Propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes

O alecrim é rico em antioxidantes como ácido rosmarínico, ácido cafeico, ácido carnósico, ácido betulic, e carnosol. Essas substâncias têm propriedades antiinflamatórias e são fundamentais para neutralizar os radicais livres, evitando danos para o corpo, o envelhecimento precoce da pele e o crescimento de células cancerígenas.

Em função desses antioxidantes, o alecrim é particularmente famoso por suas propriedades contra o envelhecimento, melhorando a aparência e saúde da pele, principalmente quando usado em óleo. As propriedades anti-inflamatórias também atuam nos músculos, vasos sanguíneos e juntas. Auxiliando quem sofre com artrite, gota e pressão alta.

2 - Desintoxicante

Por ser um diurético natural, ajuda a desintoxicar o corpo, colocando para fora patógenos, sais, toxinas e até mesmo o excesso de gordura. Um corpo sem toxinas leva a menor risco de cirrose, problemas no fígado e uma pele mais bonita.

3- Memória e concentração

Estudos mostram que o alecrim funciona como um estimulante para toda as funções cognitivas, melhorando a memória, concentração e raciocínio lógico. Apesar de ainda precisar de mais pesquisas para explicar como o alecrim atua, é um bom sinal que a erva é usada com estes objetivos há milhares de anos.

4- Sistema neurológico

Pesquisas apontam que alecrim melhora o sistema neurológico como um todo e evita o envelhecimento cerebral. Ele possui ácido carnósico, que ajuda o corpo e evitar e reverter danos no cérebro.

5- Sistema digestivo

Entre os benefícios do alecrim está um sistema digestivo saudável. Estudos apontam que alecrim melhora o sistema digestivo como um todo, evitando azia, gases, constipação, diarreia e falta de apetite. Ainda ajuda a regular todo o sistema gastrointestinal e os movimentos do intestino.

6- Prevenindo câncer

Uma pesquisa publicada no Oncolocy Reports (Relatórios de Oncologia) defende que alecrim ajuda a evitar o desenvolvimento de câncer de mama e leucemia. Outros estudos apontam que alecrim tem propriedades que evitam o desenvolvimento de tumores, reduzindo os riscos de desenvolver câncer.

7- Antibacteriano natural

Pesquisas também apontam que o alecrim tem propriedades antibacterianas, especialmente úteis contra infecções bacterianas no estômago, que podem levar a úlceras e outras doenças mais graves. Incluir alecrim na dieta diária pode evitar doenças causadas por bactérias.

8- Contra mau hálito

Como possui propriedades antibacterianas e um forte sabor e cheiro cítrico amadeirado, funciona bem contra mau hálito e higiene oral como um todo. Fazer gargarejo de água quente com algumas folhas de alecrim mata as bactérias da boca e deixar o hálito fresco.

9- Estimula circulação

Estudos apontam que alecrim estimula a produção de células vermelhas e melhora o fluxo de sangue no corpo, ajudando a oxigenar todos os órgãos vitais e todas as áreas do corpo.

10- Alívio da dor

Alecrim possui substâncias analgésicas e é usado para aliviar desde a antiguidade. Para dores externas, é possível aplicar óleo ou pasta. Para dores na cabeça, basta ingerir com a comida ou tomar em forma de chá.

Forma de uso


  • Como chá, o alecrim tem um sabor um pouco amargo e é quente, ou seja, tem uma ação fortificante e aquecedora sobre todo o organismo, particularmente o aparelho digestivo, revigorando, aumentando a disposição e a energia, agindo como um antidepressivo nos casos de esgotamento físico e mental.
  • Combate a diabetes e tem propriedades antirreumáticas. Também ativa as funções do pâncreas e estimula a circulação. Alguns dizem que tomado quente acalma a tosse. 
  • Externamente, serve para desinfetar feridas e ajudar na cicatrização. Bom para os rins e vesícula e equilíbrio da pressão arterial, auxiliando a boa circulação; auxilia nos estados de depressão, dores reumáticas, digestão, facilita menstruação, combate gota, icterícia é antisséptico, sedativo, fortalece a memória.
  • Bochechos de infusão são recomendados para aliviar aftas, estomatites e gengivites.
  • Para asma: Fumo de alecrim (reduzir a pedaços pequenos as folhas secas. Fazer cigarro e fumar quando ameaçar ataque de asma).
  • Para reumatismo, eczemas e contusões: folhas cozidas no vinho usadas externamente.
  • Antisséptico bucal: infusão comum.
  • Para sarna: Infusão bem forte aplicada externamente.
  • Cicatrizante de feridas e tumores: folhas secas reduzidas a pó ou suco.
  • Para a memória: Galhos floridos secando num vaso na casa estimula a memória.

Restrições e cuidados


Alecrim é muito saudável, apenas em doses extremamente grandes pode causar alguns problemas como vômitos, espasmos, coma e líquido nos pulmões. Alecrim pode causar problemas em mulheres grávidas ou em amamentação, pois estimula a menstruação e aborto espontâneo.

A erva possui uma substância similar à aspirina, chamada salicilato, que pode causar alergia em quem é alérgico ao remédio. Também, por aumentar o risco de hematomas, deve ser evitado para quem já tem pré-disposição, assim como que sofre com convulsões.
Ela também pode afetar o funcionamento de alguns medicamentos. Por ser um diurético natural, ela pode afetar o uso de diuréticos e medicamentos com lítio (usado em tratamento de episódios maníaco-depressivos). A erva também pode afetar anticoagulantes e inibidores de ECA.

Referência


Conhecimento oral de Sharon Loreilhe.



0 responses to “Alecrim”

Leave a Reply