Mōdru

Hām » Teologia » Mōdru

(Para pronúncia reconstruída do nome, clique no player)

Significado do nome: "As mães".

Pronúncia: O 'o' é pronunciado como 'o' em 'avô' e 'u' é pronunciado como 'u' em 'luto'.

Outros nomes: Matronae/Matres (romano, galo-romano).

Função: Rudolf Simek liga as Mōdru da Mōdraniht de Bede com Matres e Matronae Gallo-Romanas, uma incidência de figuras de mães ancestrais divinas do noroeste da Europa, e as posiciona como algo distinto da prática nórdica posterior do culto das Dísir e Dísablót, o que faz as Mōdru categoricamente diferentes das Ides em inglês antigo, um conjunto de espíritos femininos. Phillip A. Shaw está de acordo, apoiando o relato de Bede sobre as Mães com peças votivas romano-germânicas. Isso as colocaria mais perto em expressão das formas anteriores no mundo romano, em vez da forma nórdica posterior.

Para o mundo de Bede, o Mōdraniht pagão foi um sacrifício que caiu na noite anterior ao início de Ġeōl, embora o registro do processo do rito nunca tenha sido feito. Este feriado é realizado por alguns como o início do ano novo anglo-saxão.


As Mōdru, como representações nativas da Inglaterra das Matres, são deusas tribais e locais que tomam seu lugar no continuo do culto regional. Elas representam fertilidade, abundância e destino, e são, como suas predecessoras galo-romanas, potencialmente associadas a outras figuras ancestrais maternais.

Iconografia: nenhuma conhecida. A iconografia galo-romana e romana retrata as Matres em grupos de três, com temas de abundância: figuras femininas sentadas ou em pé, com um peito desnudado ou com o cabelo descoberto, acompanhadas de crianças ou bebês, com frutas (especialmente maçãs), cornucópias, moedas, pão, barcos e materiais de fiação (refletindo o destino). A representação das Matronae (em oposição às Matres) é periodicamente sem coberturas, que marca uma distinção entre os dois grupos. A iconografia das Matres e Matronae também contém flora e fauna, geralmente árvores de carvalho em seus altares, pássaros, cobras, cabras e cães.


Fontes Atestadas: Bede nos dá a nossa melhor fonte para uma experiência anglo-saxônica nativa das Mōdru em sua obra De Temporum Ratione: o termo Mōdranecht, ou Mōdraniht, ou "Noite das Mães". Esta noite ocupa o lugar como um dos três períodos de comemorações conhecidos associados a deidades específicas no corpus inglês antigo.

Interpretatio Romana: Matres e Matronae. Menos especificamente, elas também podem ser associadas à Iuno feminina de cada família e aos antepassados femininos.

Fontes:
Modru, Larhus Fyrnsida <https://larhusfyrnsida.com/modru/>